Páginas

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Epispadia

Eu estava lendo o livro Nossas Crianças, volume 6 (editor Victor Civita/ Abril cultural) , quando me deparei com dois temos que nunca antes ouvira falar : hipospádias e epispádia.mesmo sem saber o que era eu sabia que era importante procurar informações, eu resolvi procurar pelo assunto aqui na web. Achar informações sobre hipospadia foi fácil, mas quando busquei por epispadia não encontrei muita informação (e já estava sentindo enjoo de olhar pra imagens desagradáveis). Mas o que achei vou deixar aqui pra vocês também aprenderem um pouco sobre o assunto.



Epispádia (fonte Urologia Eliseu Denadai, disponivel em 
http://www.urologia.com.br/asp/d_urologia.asp?Codigo=13778 )

É uma malformação congênita caracterizada por uma aplasia parcial ou total da face superior da uretra. É muito rara (um caso para cada 30 ou 100 mil nascimentos). Afeta principalmente o sexo masculino; porém, também acomete o feminino (5:1). Quando temos a aplasia parcial, origina-se a epispádia balânica ou peniana e quando a aplasia é completa encontramos as epispádias penopubianas e subpubianas. Estes casos são mais graves e mais freqüentes, geralmente associadas a incontinência urinária, devido a aplasia ou hipoplasia do esfíncter estriado.







O tratamento é diferente, dependendo da presença ou não da incontinência; porém, é sempre cirúrgico.




E  em Midipéia_conteúdos da saúde :

"A epispadia é uma malformação congénita pouco frequente em que a abertura da uretra, em vez de estar situada na ponta da glande, se encontra na face superior do pénis. A localização anómala do meato uretral é variável, pois embora se situe, na maioria dos casos, próximo da glande ou sobre o corpo do pénis, nos casos extremos, localiza-se na raiz do pénis ou constitui uma abertura que liga directamente a bexiga ao exterior.
O tratamento, realizado na infância, consiste numa intervenção de cirurgia plástica, através da qual se deve reconstruir a uretra e dar-se ao pénis a forma apropriada para que se possa manter relações sexuais satisfatórias na idade adulta. "

Um comentário: